Os signos e o jardim

Dando uma olhada no livro “Um Jardim para Sempre”,  do paisagista Raul Cânovas, achei esse capítulo muito interessante sobre a influência dos signos nas plantas.

Mudanças no comportamento e desenvolvimento das plantas são influenciadas tanto pelo sol, quanto pela lua e planetas, e dessa forma, em cada época do ano algumas atividades como poda e germinação de sementes devem ser priorizadas ou evitadas.

Segue abaixo o que ocorre com as plantas em cada signo, de acordo com o paisagista:

Áries (21 de março a 20 de abril) – Favorece o início do crescimento, irradiando grande energia para a planta. Combinado com a lua crescente, resultará em uma fórmula excelente para a renovação das forrações. Flores: dália, gerânio, bico-de-papagaio, cravo, gérbera e antúrio.

Touro (21 de abril a 20 de maio) – Período ideal para os transplantes, as plantas estão mais fortes e resistentes. Flores: kalanchoe, amor-perfeito e rosa-amarela.

Gêmeos (21 de maio a 20 de junho) – Segundo a astrologia, o momento é de quietude absoluta. Flores: lavanda, azaléia, margarida, verbena e flores que nascem espontaneamente (ex. maria-sem-vergonha).

Câncer (21 de junho a 21 de julho) – Momento de grande fertilidade, especialmente para as suculentas e cactáceas. Flores: lírio-branco, rosa-branca, jasmim, flores minúsculas e todas as plantas que crescem em água.

Leão (22 de julho a 22 de agosto) – Este signo não tem afinidades com as tarefas do jardim. Flores: funcho, salsa, arroz, canela, narciso, lírio-amarelo, girassol e boca-de-leão.

Virgem (23 de agosto a 22 de setembro) – Época propícia às podas em geral. Flores: madressilva, frésia e flores do campo.

Libra (23 de setembro a 22 de outubro) – O signo acelera a germinação das sementes e favorece o corte das ervas (somente na lua crescente),  já que secam mais rápido. Flores: rosas, prímula e lisianthus.

Escorpião (23 de outubro a 21 de novembro) – Auxilia os condimentos e as plantas medicinais. Flores: gladíolos, amarílis, bromélias e plantas com espinhos.

Sagitário (22 de novembro a 21 de dezembro) – Período ideal para realizar enxertos. Flores: agapanto, hortência e tulipa.

Capricórnio (22 de dezembro a 20 de janeiro) – Bom momento para revolver a terra dos canteiros e também para os trabalhos na horta. Flores: violeta, orquídea e lírio-tigrado.

Aquário (21 de janeiro a 19 de fevereiro) – Momento ideal para os trabalhos de recuperação de solo e também para o corte de ervas aromáticas (quando há lua crescente). Flores: copo-de-leite, íris e estrelítzia.

Peixes (20 de fevereiro a 20 de março) – Signo muito fértil, rege principalmente as plantas aquáticas e de mata ciliar. Flores: papoula, tabaco, flor-de-lótus e angélica.

Será que essas características seriam alteradas com a descoberta de astrônomos americanos sobre a nova constelação, de serpentário? Um caso a se pensar!

Só não me perguntem por que leão não tem afinidades com tarefas de jardim…

Fontes:

CÂNOVAS, Raul. “Um Jardim para Sempre – Manual Prático para Manutenção de Jardins”.

Imagem: http://tarotsiteweb.tripod.com/id1.html

 

Anúncios