Dia da árvore!

Amanhã é dia da árvore e o “Na Terra do Ipê-amarelo” não podia deixar a data passar em branco.

Na minha monografia de conclusão da Pós-graduação, escrevi sobre como a arborização urbana melhora a qualidade de vida nas grandes cidades:

Uma árvore abriga uma quantidade enorme de seres vivos e de relações ecológicas, formando ecossistemas completos. Ela é capaz de transformar paisagens, melhorando a qualidade ambiental e de vida da população, recuperando os impactos negativos originados pelo crescimento dos núcleos urbanos.

flamboyant

Flamboyant no Eixo Monumental, Brasília

A arborização urbana constitui-se de um importante agente, minimizando condições adversas do clima agravadas pelo excesso de construções e obras viárias, e influenciando diretamente na saúde física e mental da população. “A árvore representa um indicador da saúde urbana, porque é mais sensível e vulnerável que as pessoas. Quando as árvores não estiverem se dando bem numa cidade, com certeza as pessoas não estarão melhores.”¹

Entre os diversos benefícios que a arborização urbana traz à cidade, podemos citar: ajuda a estabilizar a superfície, evitando erosões e mantendo a fertilidade do solo; cria obstáculos contra o vento; filtra a radiação solar; protege nascentes e mananciais, melhorando a qualidade da água; influencia no balanço hídrico; filtra, purifica o ar e equilibra seu índice de umidade; reduz a poluição sonora; propicia a interação entre as atividades humanas e o meio ambiente; cria abrigo à fauna; é um importante elemento ornamental; ajuda na saúde psíquica do homem; abriga função recreativa e caracteriza e sinaliza espaços.

O dia da árvore foi formalizado no dia 24 de fevereiro de 1965 e prenuncia a chegada da primavera, dia 23 de setembro. Vamos celebrar esse ser vivo tão importante para todo o planeta!

“Árvores são poemas que a Terra escreve para o Céu”. (Khalil Gibran Khalil)
Feliz dia da árvore!

sumauna

Sumaúna no Jardim Botânico do Rio de Janeiro

¹ Eckbo (apud LOBODA & DI ANGELIS, 2005)

Fontes:

DE ANGELIS, Bruno Luiz Domingos & LOBODA, Carlos Roberto. “Áreas Verdes Públicas Urbanas: Conceitos, Usos e Funções.” In: Ambiência – Revista do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais V.1 nº. 1, Paraná, 2005.

OLIVEIRA, Vanessa Zago de. “Reabilitação Sanitária e Paisagística de São Sebastião – DF por meio de arborização Urbana”. Monografia de pós-graduação REABILITA, UnB, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Brasília, 2008.

Imagens:

http://www.flickr.com/photos/flaviocb/

Acervo pessoal

Anúncios